Caixa de busca

Dicas da Nutricionista: Edema na Gestação

às quinta-feira, julho 30, 2015



Bom dia mamães!!! 

Nosso assunto de hoje aborda um tema que atinge boa parte das gestantes e que pode ser amenizado via alimentação, e quando eu digo amenizado, é porque a alimentação pode interferir, mas não é a única causa, portanto vamos falar de alguns tópicos que embora pareçam simples, fazem toda a diferença no conforto diário da gestante.

Controlar o ganho de peso: sim, primordial, uma vez que o excesso de peso pode estar relacionado ao consumo excessivo de alimentos industrializados, ricos em gordura, conservantes e principalmente sódio. Gestantes que consomem apenas água com gás, também devem ficar atentas aos rótulos das marcas utilizadas, algumas contém altos níveis de sódio em relação à outras, opte sempre pelas que contém menos quantidades de sódio por unidades.

Hidratação: não importa se inverno ou verão, o consumo de água deve ser mantido em quantidades individuais e calculadas para cada pessoa, como média podemos utilizar 2 litros. Dica: calcule em garrafinhas de 500ml a quantidade que você ingere diariamente, achar que bebe água não significa que você de fato está consumindo.

Alimentos diuréticos: alguns alimentos possuem capacidades diuréticas, e devem ser utilizados para compor a dieta, entre eles pepino, aipo, abacaxi, melão, mirtilo entre outros. Água de côco também pode ser um alimentos para ser consumida frequentemente, mas evite as industrializadas;

Além disso, evite ficar longos períodos na mesma posição e sempre que possível, repousar com as pernas elevadas, para melhorar o retorno venoso.

Desta forma, é importante seguir bons hábitos constantemente afim de reduzir os sintomas comuns desta fase e priorizar o bem estar da mamãe do e bebê!


Imagem extraída da internet


Continue lendo...

Little Hoots o App para guardar frases dos miudinhos

às quarta-feira, julho 29, 2015


Gente linda, bom dia!

Quem nunca morreu de raiva porque esqueceu como seu miudinho pronunciou aquela palavra, toda "erradinha", mas muito fofa? Então os problemas acabaram, agora temos um aplicativo para não perdermos nenhuma palavrinha se quer.

O app LittleHoots foi criado pela americana Lacy Ellis, que é designer e diretora de arte. A ideia surgiu quando seu filho de apenas três anos disse para ela: “Mamãe, olha: a lua acabou acender”.

A ideia é poder compartilhar nas redes sociais e nunca se esquecer das pérolas. Além de anotar o que foi dito, há opção de estilizar a frase com fotos, estampas e cores variadas.

O app está disponível na AppStore para download gratuito. Corre lá e baixa é muito fofo!



Continue lendo...

Dicas da Psicopedagoga: Fim de férias...voltando a rotina escolar!

às terça-feira, julho 28, 2015

É com muita alegria que aceitei convite da Laura Salém, para retornar a escrever no blog Coisas de Gente Miúda. Para quem não me conhece, vou me apresentar: Meu nome é Letícia Casonatto, sou mãe do Joaquim de 4 anos e atuo na área da educação há 20 anos. Comecei como professora de Educação Infantil e séries iniciais e há 8 anos sou psicopedagoga e atuo na Clínica Jeito de Ser com crianças com dificuldades de aprendizagem.

Hoje escrevi sobre a volta às aulas! Curtam, opinem, mandem sugestões e perguntas que será um prazer poder interagir com vocês.


Fim de férias...voltando a rotina escolar! 


Passou rápido... as férias já estão terminando e a rotina escolar de volta. Algumas crianças já estão ansiosas pela volta e poder rever seus colegas, outras apresentam uma certa resistência ao retornar a escola, pois já estavam adaptadas a brincar todo dia, dormir e acordar tarde . É preciso então, ir preparando a criança e adaptando novamente o horário de dormir e de suas tarefas escolares.

Uma boa dica é começar organizando o material, conferindo a mochila, cadernos, livros, apontando os lápis e verificando se todas as tarefas escolares estão em dia. Para as crianças mais resistentes os pais podem mostrar as vantagens da continuidade, pois voltar a escola significa rever os amigos e aprender coisas novas .

Outras dicas importantes:

1- Construa com seu filho uma rotina, com horário para dormir, acordar, lazer , fazer suas tarefas escolares. Use a criatividade e faça algo bem atrativo, com imagens, desenhos, adesivos....

2- Acorde as crianças mais cedo e estimule-as a dormir mais cedo também. Em uma semana os hábitos já são incorporados.

3- Se a leitura ficou de lado durante toda as férias, é hora de voltar a praticar novamente. Crianças que praticam a leitura, assimilam muito melhor o conhecimento em todas as áreas.

4- Fique atento a uma boa alimentação, bom sono e rotina para estudos e diversão fazem muito bem às crianças. Quando existe organização existe menos estresse, apesar das exigências nos estudos.

5- Caso seu filho esteja com dificuldades de aprendizagem na escola, não espere mais o famoso click e procure ajuda de uma psicopedagoga para ajuda-lo

6- Pratique atividades pedagógicas simples com os filhos no final das férias, pois ajuda a recuperar o ritmo e espantar a preguiça Produza histórias, faça desenhos, leia e conte histórias.


Veja algumas sugestões de histórias infantis que abordam o tema ESCOLA.




E vocês, já estão se preparando para retornar às aulas? Tem alguma dica para amenizar os impactos? Mande fotos ou escreva como foram as férias dos seus filhos e como está sendo a preparação para o seu retorno.

Letícia Casonatto- Pedagoga e Psicopedagoga Clínica e Institucional ABPp 13123
Sócia – proprietária da Clínica Jeito de Ser
Esp. Neuropsicopedagogia e Inclusão Escolar
Associada da ABD- Associação Brasileira de Dislexia.
Telefone para contato: 3454-4092






Continue lendo...

Foto de domingo

às domingo, julho 26, 2015

A foto de hoje foi enviada pela mamãe Jennifer de Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul.

O lindo miudinho da foto é o  Pedro Henrique Carelli Pedretti de 3 anos e nove meses.

Ele é a alegria da mamãe Jennifer e do papai Luciano.

Atenção: O seu miudinho (a) também pode aparecer aqui, envie uma foto dele para laura_salem@hotmail.com ou para nossa fan page via inbox.



Continue lendo...

Sorteio Doce

às sábado, julho 25, 2015


Gente linda, hoje estou passando rapidinho para avisar vocês que lá na nossa fan page tem um sorteio super doce com nossa nova parceira, a Casa Rosa Brigaderia Gourmet.

Passa lá na fan page e participa, é bem simples e rápido.




Continue lendo...

Férias em Família é o tema das novas coleções da Dedeka

às sexta-feira, julho 24, 2015

Aproveitando o clima de férias vamos publicar a coleção primavera/verão da Dedeka, que está de babar. Espia ai.


Que tal tirar umas férias?

Então, é hora de escolher o destino! Pode ser praia, montanha, cidade... O que importa é a diversão! Fazer novas amizades, viver um mundo de descobertas, conhecer novas histórias, provar novos sabores, perder a rotina e curtir cada minutinho junto com a família.
Malas prontas? Então, contagem regressiva, pois vai começar...


BEBÊ E PRIMEIROS PASSOS HOMEWEAR – ALEMANHA




As férias da Dedeka começam na Alemanha. Mais precisamente no Castelo de Neuschwanstein, aquele que serviu de inspiração para o castelo da Cinderela e para a criação dos contos de fadas dos Irmãos Grimm. Ele é tão especial que foi pensado por um cenógrafo de teatro e não por um arquiteto e surgiu a partir dos sonhos do Rei Luís II, da Baviera, em ter um lugar cercado por belezas para viver.  Neste contexto de mundo mágico e encantado é que as linhas bebê e primeiros passos foram criadas, trazendo um universo de possibilidades, como transformar o jardim do castelo em esconderijo secreto.
        
A cartela de cores desta linha traz para as meninas tons suaves, como o rosa e o verde chá. Já para os meninos, mesclas de cinza e branco se misturam com nuances mais marcadas, como o vermelho e o marinho, dando uma dinâmica maior para a coleção. Em meio ao clima romântico, peças em tom de amarelo e verde piscina dão um ar mais divertido aos produtos dos meninos.

INFANTIL HOMEWEAR – CALIFÓRNIA


Agora, vamos fazer as malas rumo a uma Califórnia engraçada e colorida, inspirada nos filmes Hollywoodianos de comédia, como O Máskara, onde tudo pode acontecer, basta imaginar um novo mundo, um novo lugar, um novo desejo. O Rock embala as brincadeiras dos meninos com guitarras e baterias e as meninas seguem no embalo pop com seus violões coloridos. Esta Califórnia resume a linha infantil em diversão, muita cor, movimento e alegria.

A cartela de cores desta aventura reúne cores clássicas, como o vermelho e o marinho, com pitadas de candy colors rosa, amarelo e verde em estampas multicoloridas. O tom da coleção fica com um olhar atual mesclado com elementos dos anos 60, com padronagens clássicas, como o poá e o listrado.

DEDEKA SUMMER – ILHA DE CAPRI (ITÁLIA)

A nossa última parada é a Ilha de Capri, na Itália, onde é possível mergulhar nas águas transparentes do Mar Mediterrâneo, provar os sabores exóticos das frutas e se encantar com o colorido das flores.

A linha Summer foi inspirada na Capri dos anos 60, sofisticada e colorida, em que o marinho e o vermelho dão o tom e os guarda-sóis listrados refrescam o clima quente de uma coleção que reinventa clássicos sob um olhar infantil e cheio de amor. A Gruta Azul remete às estórias de aventuras e às criaturas que vivem no fundo do mar. A energia do verão fica estampada nas flores de cores exuberantes e harmoniosas. Aqui, todo lugar tem um cheiro, uma cor, um sabor! O importante é permitir-se levar por este clima! 


Vale destacar também as novidades, como a tecnologia UV Protection, que protege a pele da ação nociva dos raios UV-A e UV-B, com fator de proteção solar 50+; Lycra com Amni Soul Eco, um fio de poliamida biodegradável que permite que roupas feitas a partir dele se decomponham rapidamente após serem descartadas em aterro sanitário; biquínis com tops reversíveis e ainda bermudas em microfibra. Tudo com estampas exclusivas.

Gente linda essa coleção  está "muito amor" né?



Continue lendo...

Férias? E agora do que podemos brincar?

às quinta-feira, julho 23, 2015

Imagem extraída da internet

Quando chegam as férias nós mamães não sabemos por onde começar, não é? A energia que nossos miudinhos tem é muita e precisamos "descarregá-las".

Com a era da tecnologia nossas crianças tendem a ficar cada vez mais em casa, brincando com jogos  virtuais. Em dia de chuva tudo bem, mas quando o sol vem não podemos perdê-lo.

As brincadeiras tradicionais podem ser lembradas e executadas, além de simples elas ajudam nossos miudinhos desenvolverem suas habilidades.

Que tal brincar com seu filho com brincadeiras da sua infância? Me parece divertido.

Vamos listar algumas dicas:

Bolinha de Sabão;
- Amarelinha;
- Cobra cega;
- Peteca;
- Cabo de guerra;
- Dominó;
- Quebra cabeça;
- Banco imobiliário;
- Xadrez;
- Catavento;
- Pipa;
- Pé de lata;
- Bambolê;
- Telefone sem fio;

São muitas, além dessas citadas tem as brincadeiras de profissões, tais como, médico, dentista, professor, super mercado, entre outras. Essas trabalham a criatividade, fantasias e emoções positivas e negativas, como medos, frustrações e afetos. Nesses momentos as crianças acabam revelando muitas coisas que nós nem imaginávamos.

Experimentem a diversão será garantida!

Continue lendo...

Dicas da Psicóloga: Sofrimento Psíquico na Obesidade Infantil

às quarta-feira, julho 22, 2015

Olá queridos leitores do “Coisa de Gente Miúda”. Hoje discorro sobre um assunto de extrema relevância, o sofrimento psíquico de crianças com sobrepeso. A obesidade infantil é definida como nos adultos, por um acúmulo excessivo de gordura corporal. Entre os transtornos nutricionais infantis, é o problema de saúde mais frequente, por isso considerado um grave problema de saúde pública.

O alimento com o passar dos séculos deixou de ser somente uma fonte de energia essencial para sobrevivência e passou a ter outros significado. Hoje tornou-se sinônimo de festa e união ente famílias e amigos, come-se para comemorar, come-se para “desestressar”, come-se por ansiedade e por tristeza ou seja, o alimento está altamente vinculado a nossas emoções e a busca pelo prazer imediato.

A obesidade pode ter início em qualquer momento da vida, porém, aparece com maior frequência no primeiro ano de vida, dos cinco a seis anos de idade e na adolescência, entretanto em qualquer fase da vida deve-se ficar atento. Atualmente, há um aumento significativo de crianças obesas, podendo ter relação com o desmame precoce, relações familiares, distúrbios alimentares e o novo modelo proposto (e inadequado) de alimentação, com Fast Foods e outros alimentos extremamente calóricos, que estão cada dia mais coloridos e atrativos para todos. Estes fatores, relacionados com a falta de exercício físico e o avanço da tecnologia, que proporciona videogames cada vez mais realistas, assim como programas de TV, acabam por seduzir a criança, causando como resultado o sedentarismo. Como consequência do sedentarismo e da má alimentação, a criança começa a adquirir peso muito facilmente.


A criança obesa torna-se propensa a desenvolver problemas respiratórios, cardiovasculares e juntamente, depressão, baixa autoestima, e transtornos de conduta. Os pequenos obesos são menos aceitos no meio social, do que uma criança com peso padrão, além disso, por vezes são importunados pelos colegas e outras crianças. Como resultado de todo o preconceito e exclusão que alguns referidos passam, podem surgir dificuldades de comportamento, lesando o relacionamento com suas famílias, o desenvolvimento acadêmico e o contato com os colegas, pois em diversos casos, a criança perde o entusiasmo de ir para a escola por ter consciência de que será alvo de comentários e/ou exclusões. É como um ciclo vicioso pois, a criança sofre por estar obesa e em busca de algo que a deixe mais feliz, que traga um  prazer imediato, ela come. Em casos mais graves, estas consequências podem gerar depressão infantil. Para a detecção da depressão infantil, é necessário observar alguns fatores afetivos, cognitivos e comportamentais, como a perda de interesse nas coisas que costumava gostar, tristeza constante, baixa autoestima, choros frequentes, sentimento de culpa, desesperança, ente outros.

As crianças obesas possuem a imagem corporal distorcida, por conta da não satisfação com a mesma. A autoimagem, representa o nível de percepções gerais, pensamentos e comportamentos que os indivíduos têm sobre seus corpos. As próprias crianças fazem associações negativas a seu respeito, pois frequentemente se comparam com as demais crianças, que podem ou não, ter um melhor desempenho nas práticas esportivas ou em outras atividades, assim não levando em consideração a singularidade de cada indivíduo.

Para que se possa prevenir a obesidade infantil e fazer com que a criança sinta-se bem com seu corpo, a família desempenha um papel fundamental. Geralmente as famílias de crianças obesas, apresentam características similares, tais como o sedentarismo, introdução precoce de alimentos sólidos, desmame precoce, e um alto nível de injeção de alimentos calóricos. O papel da família deve ser o de dar o exemplo para a criança, mostrando a ela as vantagens dos exercícios físicos e da alimentação saudável. Porém essas mudanças não podem ser bruscas, caso contrário, podem acarretar no estranhamento da criança com tal situação, com isso, levando-as a falta de interesse nas atividades.


Os alimentos saudáveis, assim como as refeições equilibradas são muito importantes para o desenvolvimento físico e psíquico da criança (ok!! Comer guloseimas de vez em quando não tem problema!). A busca por um profissional da área da Nutrição é importante e facilitará não só a perda de peso, mas também introduzirá novos alimentos mais ricos e saudáveis a rotina da criança e da família. A procura por um profissional da área da Psicologia é tão relevante quanto, pois é necessário descobrir qual é a relação da criança com a comida, em que momento esta relação se tornou disfuncional, qual foi o gatilho que levou a criança a ter a comida como fonte principal de prazer, entre outras questões. Portanto, se você mamãe tem um Miudinho obeso, ou mesmo as mamães de crianças com peso padrão, façam-se presentes, conversem com seus filhos sobre como eles se sentem, procurem saber como anda a vida social escolar dos pequenos e tomem as providências necessárias para cada caso. Temos que ter consciência de que mais do que palavras de incentivo, as crianças necessitam de bons exemplos a serem seguidos.


Um grade beijo a todos e até a próxima.


Psicóloga Júlia S. Gasperin
CRP: 07/22750
Foto meramente ilustrativa, extraída da internet,


Continue lendo...

Uso de Dentifrício Fluoretado

às domingo, julho 19, 2015


Gente linda, boa noite!

Eu sempre tive dúvidas de qual creme dental usar na escovação dos dentes do meu miudinho. E vocês? Qual utilizam?

Espia abaixo o que a Associação Brasileira de Odontopediatria (ABO) recomenda referente ao uso de dentifrício fluoretado na 1ª Infância.

Foto extraída da internet

A importância do uso de Dentifrício fluoretado para o controle de cárie está fundamentada na evidência de dezenas de estudos clínicos, mostrando fortemente que a escovação dental com dentifrício contendo flúor é mais efetiva que escovar com um não fluoretado (Marinho et al., 2003).



Um creme dental com flúor (mínimo 1.000 ppm/flúor) deve ser usado, no mínimo 2x ao dia como auxiliar de limpeza dos dentes de todas as crianças. Enquanto a criança não tiver condições de escovar seus próprios dentes adequadamente, o uso de dentifrício fluoretado é de responsabilidade dos PAIS/RESPONSÁVEIS, garantindo assim maior segurança quanto à fluorose dentária.

As recomendações de quantidade de dentifrício fluoretado difere entre idades, sendo elas:

1- Bebês (0 a 3 anos) - metade de um grão de arroz cru (0,05g)
2- Crianças que não sabem cuspir (3 a 7 anos de idade) - um grão de arroz (0,1g)
3- Crianças que já sabem cuspir (acima de 7 anos de idade) - um grão de ervilha (0,3g)

FONTE: Página da ABOPREV

A foto abaixo ilustra bem a recomendação citada acima.

Imagem extraída da internet 


Continue lendo...

Estamos de volta



Que saudades eu estava de voltar a escrever aqui!

Primeiramente gostaria de pedir desculpas pelo longo tempo em que o blog ficou desativado, porém, foi um tempo de muita mudança em minha vida. Toda essa bagunça resultou em uma única certeza, voltar correndo para cá e escrever sobre os miudinhos. Porque eles sim que dão sentido as nossas vidas, não é?

Bom, o meu miudinho Joaquim, que inspirou esse trabalho todo, já está com quatro anos e cinco meses. Acredito que teremos muitas histórias para dividir, risos.

Estamos voltando e com o nosso retorno vem muita novidade por aí. Fiquem atentos para não perder "nadinha".

Um beijo carinhoso a todos.

Continue lendo...

4 verdades sobre os bicos

às segunda-feira, maio 06, 2013



- Usar chupeta e mamadeira pode modificar a posição dos dentes e gerar a má-oclusão, como a mordida aberta (dentes de cima não encostam nos de baixo) e a cruzada. Por isso a recomendação é sempre optar pelos modelos ortodônticos. Mas, claro, tudo vai depender da intensidade do uso, da genética, de como a criança a respira e de quando ela vai deixar o hábito. Quanto mais cedo, mais se evita problemas;

- A Academia Americana de Pediatria diz que a chupeta pode diminuir a incidência de morte súbita. No entanto, ela deve ser só oferecida quando o bebê tiver 3 ou 4 semanas de vida e a amamentação estiver estabilizada;

- O hábito da chupeta pode provocar trocas articulatórias na linguagem, a chamada fala infantilizada;

- Tirar o hábito dos bicos é ótimo para o processo de maturidade, pois a criança aprende a lidar com frustrações sem criar dependência com objetos. Talvez ela não tenha preparo para falar sobre o assunto aos 3 anos, mas essas conversas podem começar a acontecer e isso só fará bem para o desenvolvimento emocional dela.

Continue lendo...

Dicas da nutricionista: receita de bolo nutritivo

às quinta-feira, abril 25, 2013




Olá mamães, olá miudinhos!



Hoje o post é nutritivo e gostoso!



Uma receitinha que a criançada vai adorar e que vai garantir alguns nutrientes e mais na alimentação dos nossos miudinhos:



Bolo Nutritivo


Ingredientes

- 200g cenoura picada - 100g beterraba crua picada - 150 ml suco de laranja natural - 4 ovos inteiros - 1/2 xícara de chá de óleo soja - 3 xícaras de chá de farinha de trigo - 2 xícaras de chá de açúcar mascavo - 1 colher de sopa de fermento em pó - 1 pitada de sal - Manteiga e farinha para untar a forma - Granola para polvilhar

Modo de preparo

- Peneire os ingredientes secos numa vasilha e reserve;

- No liquidificador, bata os ingredientes “molhados”: suco de laranja, ovos, óleo, cenoura e beterraba;

- Quando ficar uma massa homogênea adicione aos ingredientes secos e misture bem;

- Coloque na forma untada com manteiga e farinha e leve ao forno pré-aquecido em 180°C;

- Asse por 30-40 minutos;

- Desenformar e polvilhar com granola.

Uma delícia !!!

Além disso, estimule o seu miudinho a apreciar este bolo, evite que ele coma em frente a televisão e computador.



Beijos da Nutri :)

Imagem livre da internet


Continue lendo...

Dicas da nutricionista: Perigo na comida

às terça-feira, abril 23, 2013



Olá miudinhos, olá mamães!



Sabemos que a obesidade infantil é uma preocupação não somente dos pais, mas de toda a população de uma forma geral.

A melhor forma de evitar que seu miudinho passe por tais consequências é a prevenção!

Na Zero Hora do último dia 13/03/2012, uma matéria chama a atenção: PERIGO NA COMIDA – Luta contra a Obesidade Infantil, matéria interessantíssima e que toda mamãe/papai/cuidador/responsável deve ler.

Seguem as dicas passadas nesta matéria:



- Faça comidas coloridas e com desenhos para tornar lúdico o momento da refeição;

- Dê o exemplo com seus próprios hábitos diários de alimentação e exercícios físicos;

- Evite emitir avaliações e comentários negativos sobre o aspecto físico do seu filho;

- Use criatividade para oferecer comida e lanches saudáveis diferentes, e tenha sempre em casa uma dessas opções;

- Incentive e participe das atividades físicas – vale prática de esportes, caminhada, corrida ou academia;

- Construa a autoestima e o respeito por si mesmo com o seu filho: elogie seus esforços, incentive-o a cultivar seus talentos e interesses de forma saudável;

- Pergunte ao seu filho de como ele gostaria de ser ajudado. Entre em acordo com ele e siga o que combinaram;

- Converse com o seu filho sobre as propagandas que envolvem modelos perfeitos e que apelam para a busca do corpo ideal;

Imagem livre da internet


Continue lendo...

Quando procurar um psicopedagogo para o seu miudinho?

às segunda-feira, abril 22, 2013


Muitos papais e mamães estão com dúvidas, sobre o que realmente faz um profissional da psicopedagogia e quando ele deve ser procurado . O psicopedagogo é o profissional que intervém quando uma pessoa apresenta dificuldades escolares , mas com um olhar que considera os aspectos relacionados à construção do conhecimento atravessados pelos aspectos afetivos-emocionais.



A partir de que idade pode-se fazer uma avaliação psicopedagógica?

A avaliação psicopedagógica é recomendada em qualquer época da vida escolar em que as dificuldades do aluno sejam perseverantes e prejudiquem o processo do ensino-aprendizagem.Por dificuldade de aprendizagem entendemos qualquer insucesso na construção de um conhecimento, tanto de conceitos como de procedimentos, hábitos e atitudes.



Como ocorre a avaliação psicopedagógica clínica?


No primeiro encontro com o especialista, os pais expõem a queixa e relatam o desenvolvimento do filho até o presente momento. Os dados coletados neste encontro oferecem pistas para a avaliação. Depois o especialista realiza algumas sessões com o educando nas quais faz a avaliação psicopedagógica . Com o término da avaliação o especialista faz a devolutiva da mesma para os pais e orienta-os sobre a intervenção mais adequada.



E o tratamento psicopedagógico?

Durante o tratamento são realizadas diversas atividades, com o objetivo de identificar a melhor forma de se aprender e o que poderá estar causando este bloqueio. Para isto, o psicopedagogo utilizará recursos como jogos, desenhos, brinquedos, brincadeiras, conto de histórias, computador e outras situações que forem oportunas. A criança, muitas vezes, não consegue falar sobre seus problemas e é através de desenhos, jogos, brinquedos que ela poderá revelar a causa de sua dificuldade. É através dos jogos que a criança adquire maturidade, aprende a ter limites, aprende a ganhar e perder, desenvolve o raciocínio, aprende a se concentrar, adquire maior atenção. Irá ajudar a criança ou adolescente, a encontrar a melhor forma de estudar para que ocorra a aprendizagem, organizando, assim, o seu modelo de aprendizagem.


Algumas questões podem ajudar a identificar se é o momento de procurar ajuda de um psicopedagogo:

Seu filho não vai bem na escola? Tem dificuldades em aprender? Problemas escolares? É inquieto? Desobediente? Desinteressado? Desatento? Agressivo? A Orientadora solicita sua presença constantemente na escola? A professora pede ajuda com relação à aprendizagem? Não consegue brincar? Tem dificuldade em recortar, colar, desenhar?

Respostas afirmativas a estas questões levam a crer que é chegado o momento de buscar auxílio profissional. Procure um Psicopedagogo!



Sinais importantes!




Criança da Educação infantil


* Dificuldade de adaptação;

* Atraso no desenvolvimento psicomotor ( correr, caminhar, saltar...)

* Atraso no desenvolvimento motor ( pintura, esquema corporal...)

* Dificuldade em relacionar-se, brincar com o outro ( a partir dos 4 anos).



Criança do Ensino fundamental



* Confusão de letras, sílabas ou palavras que se parecem graficamente: a-o, e-c, f-t, m-n, v-u.

* Inversão de letras com grafia similar: b/p, d/p, d/q, b/q, b/d, n/u, a/e.

* Inversões de sílabas: em/me, sol/los, las/sal, par/pra.

* Adições ou omissões de sons: casa Lê casaco, prato lê pato.

* Ao ler pula linha ou volta para a anterior.

* Leitura lenta para a idade.

* Lentidão na escrita.

* Letra ilegível.

* Escrita desorganizada.

* Traços irregulares: ou muito fortes que chegam a marcar o papel ou muito leves.

* Desorganização geral na folha por não possuir orientação espacial.

* Desorganização do texto, pois não observam a margem parando muito antes ou ultrapassando.

* Usa dedos para contar ( cálculos simples 2 +2)

* Falta de concentração e agitação.



Letícia Casonatto- Psicopedagoga da Clínica Jeito de Ser- 8134-9005 .

Imagem livre da internet


Continue lendo...

>>
 
Coisas de Gente Miúda © Copyright 2012
Design por Delikka